domingo, 6 de julho de 2008

Sou manso e humilde de coração...

Jesus diz: “…aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração…” escutai-Me, acreditai em Mim, porque Eu estou do vosso la¬do, sou alguém como vós, também Eu sou pobre e rejeitado!
Todos nós temos muitas vezes pretensões de sermos os maiores, os mais importantes, por isso Jesus ensina a virtude da humildade; o povo diz:” Quanto mais subires maior é a queda”. Precisamos de perguntar: Até que ponto somos capazes de ser humildes? Alguém dizia: “ Mesmo que sejas plantado em alto sucalco permanece aquilo que és.”

Alguém contava que numa escola de enfermagem, no segundo semestre, um professor apresentou um exame aos alunos. O melhor aluno da turma respondeu rápido a todas as questões até chegar a última que era: "Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?" Sinceramente, isso parecia uma piada. Ele já tinha visto a tal mulher várias vezes. Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas sabia lá o primeiro nome dela? Entregou o exame e deixou essa questão em branco e um pouco antes da aula terminar, um outro aluno perguntou se a ultima pergunta do exame ia contar para a nota.
"É claro!", respondeu o professor. "Na tua vida, encontrarás muitas pessoas. Todas têm o seu grau de importância. Elas merecem a tua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples 'olá' ".
Ele nunca mais esqueceu essa lição e até aprendeu o primeiro e segundo nome dela era Maria Luísa.
Ás vezes somos demasiado importantes e como diz um provérbio africano:” Um burro fica sempre burro, mesmo se lhe põem uma sela de ouro”.
Por isso queiramos aprender com Jesus que é manso e humilde de coração…

2 comentários:

Maria João disse...

Estamos sempre a aprender com a humildade e mansidão que brota do Sagrado Coração de Jesus e do Imaculado Coração de Maria.

Que Jesus e Maria nos ajudem a ser mansos e humildes.


beijos em Cristo e Maria

Diana disse...

Olá, mais uma vez venho falar de algo que não tem haver directamente com a reflexão, digamos que para além de um outro desabafo é também um pedido de ajuda… Faço parte de um grupo de jovens em Gondomar. Uma das nossas últimas iniciativas, recusadas pelo Pároco de cá, foi a realização das “24h em oração”. Não conseguimos compreender muito bem o porquê de nos ser recusada essa iniciativa, ainda mais quando o tipo de argumentos é que os jovens não têm fé (só os adultos é que a têm), que Jesus não vem para nos falar de amor, entre outras coisas que acabam mesmo por nos deixar indignados. De qualquer forma, visto que nos foi recusada a hipótese de agirmos em conjunto com a comunidade, o grupo de jovens decidiu ter a mesma actividade mas sem incluir a comunidade (e aí já fomos autorizados a fazer). Como se calcula, não nos sentimos muito apoiados e é por isso que lhe estou a escrever agora. Todo o meu grupo gostaria imenso de o conhecer, pois as suas reflexões têm sido para nós um pilar! Visto ser um pouco complicado podermos falar directamente consigo em vou tentar explicar o que estamos a pensar fazer e vou-lhe deixar o meu e-mail se houver alguma coisa que se lembre para nos ajudar, é do fundo do coração que agradecemos. O nosso grupo de 32 pessoas, será dividido por pequenos grupos. Cada grupo irá preparar um tema com a duração de uma hora para apresentar no dia. E como não será feito na igreja(pois também fomos proibidos), mas sim numa sala de catequese, será à liberdade de cada grupo falar sobre o tema que quiser. Entre cada hora haverá meia hora de cânticos ou de actividades e estamos a pensar também em levar lá testemunhos, ou seja, pessoas que não pertencem ao grupo de jovens para nos darem o seu testemunho de vida.
Deixe-me agradecer-lhe desde já ao tempo disponibilizado para ler este enorme texto.
di_11_11@hotmail.com