sábado, 27 de junho de 2009

"TALITHA KUM"...


“ A tua fé te salvou” (Evangelho) deve ser para nós uma certeza em todos os momentos de desânimo, na certeza de que acreditamos neste Deus de amor e de paz. O “Talitha Kum” é Jesus que nos pega pela mão a dizer: “ Levanta-te e anda…continua sempre em frente, não desistas…
Alguém contava que um famoso compositor e pianista, estava programado para apresentar-se num grande salão de concertos. Era uma noite inesquecível – smokings e vestidos longos, uma ostentação do alto gabarito. Presente na platéia naquela noite estava uma mãe acompanhada de seu inquieto filho de nove anos. Cansado de esperar, o filho mexia-se constantemente na cadeira. A mãe tinha esperança de que ele se animasse a estudar piano ao ouvir aquele famoso pianista a tocar. Mesmo contra vontade, o menino estava ali. Enquanto ela se virou para conversar com alguns amigos, o menino desistiu de ficar sentado. Afastou-se dela estranhamente atraído pelo enorme piano e pelo macio banco de couro instalados no imenso palco, cujas inúmeras lâmpadas acesas chegavam a ofuscar os olhos. Sem atrair a atenção da requintada plateia, o menino sentou-se no banco, com os olhos arregalados diante das teclas brancas e pretas. Em seguida, colocou seus dedos pequenos e trémulos nas teclas certas e começou a tocar uma música simples. Na plateia fez-se silêncio, e centenas de rostos carrancudos voltaram-se em direcção ao garoto. Logo irritadas, as pessoas começaram a gritar:"Tirem o garoto daí! Quem trouxe esse traquina para aqui?"‘Onde está mãe dele?""Mandem o garoto parar!"
Dos bastidores, o mestre ouviu a gritaria e pôs-se a imaginar o que estaria acontecendo. Apressado, ele pegou na sua casaca e correu para o palco. Sem dizer uma só palavra, curvou-se sobre o garoto, passou os braços ao redor dele e começou a improvisar uma música que se harmonizava com aquela simples musica que o garoto tocava. Enquanto os dois tocavam, o famoso pianista sussurrava ao ouvido do garoto:
- Continua. Não desistas. Continua a tocar... não pares... não desistas.
O mesmo acontece connosco. Diante das coisas simples e por vezes mais complicadas da vida. E, quando estamos prontos para desistir, chega o Mestre, que se curva sobre nós e sussurra:
Continua... Não desistas. Vai em frente... não pares, não desistas, enquanto Ele improvisa a melhor maneira para nos ajudar.

Por isso na vida há sempre alguém ao nosso lado que precisa ouvir da boca de Jesus esta mensagem…e agora é pela nossa boca que o deve escutar…tenhamos a coragem de nos momentos mais difíceis conseguirmos dizer uns aos outros: “Talitha Kum, levanta a cabeça…não desistas”… aí é Jesus que fala aos outros através de nós…
TALITHA KUM…

3 comentários:

Fátima disse...

É por esta forma de sentir que eu gosto de o ler.
Em tempos, enquanto o escutava, até pensava que o Sr. Padre lia os meus pensamentos. Sempre com palavras tão dirigidas aos meus conflitos interiores. Neste momento, necessito de transmitir esperança...

Para reflectir:

Semear no deserto

Mesmo quando Deus está longe
e o desalento está perto
deves acreditar.

Mesmo quando a estrada termina
e a dúvida começa
deves esperar.

Mesmo quando as armas matam
e a indiferença se cala
deves falar.

Mesmo quando tudo vai bem
e nada há a fazer
deves vigiar.

Mesmo quando tudo vai mal
e nada há a fazer
deves agir.

Mesmo quando todos mentem
e ninguém diz a verdade
deves dizer.

Mesmo quando as árvores morrem
e as esperanças também
deves renascer.

Mesmo quando o mar é um risco
e o destino é incerto
deves partir.

Mesmo quando a noite se alonga
e as sombras assustam
deves despertar.

Mesmo quando os rios secam
e as vidas são estéreis
deves semear.

(Frei M.Rito Dias - Franciscano Capuchinho)

Pinhas disse...

Por vezes apetece desistir.
Nunca julguei pensar nisso tantas vezes.
Ninguém me disse que a vida era fácil. Porque se fosse, não tinha "piada".
Mas temos momentos mesmo maus.
Quando pensamos que já conseguimos controlar o leme, lá vem mais uma tempestade. E algumas até nem são fortes, mas prolongam-se no tempo e começamos a ficar cansados de "não desistir".

Foi só um desabafo.
Nada que não se resolva.

Tenho a sorte de ter um "conselheiro" particular, que por sinal tenho visitado menos vezes do que desejo.
Mas as "leituras" de hoje, já me dão alento para mais uma semana, que se prevê, difícil.

Anônimo disse...

A PAZ!
É verdade, a vida muitas vezes pesa-nos... Parece que não vamos levar o fardo até ao fim...
Quantas vezes já senti isso, todavia, penso sempre que Deus só nos dá aquilo que nós podemos suportar. Todos nós somos fortes n'Aquele que nos fortalece.
Não esqueçamos, Jesus está na nossa barca, portanto, nenhuma tempestade nos derrubará ou assustará.
Um abraço em Cristo,
Paula
(Paço de Arcos)