domingo, 15 de março de 2009

Devora-me o zelo pela Tua casa...


Os homens do nosso tempo têm de ver no rosto dos cristãos o rosto bondoso e terno de Deus; têm de experimentar, nos gestos de partilha, de solidariedade, de serviço, de perdão dos cristãos, a vida nova de Deus; têm de encontrar, na preocupação dos cristãos com a justiça e com a paz, o anúncio desse mundo novo que Deus quer oferecer a todos os homens.
Por isso somos convidados a respeitar a casa do pai:
“ Devora-me o zelo pela tua casa”.
A casa do pai é casa de oração de encontro e não de negócio.
(O mestre mandou os discípulos rezar. No regresso um disse: “ Mestre enquanto rezávamos vi que estavam connosco Anjos vestidos de branco e escreviam num grande livro. Um escrevia com caneta dourada, outro com caneta prateada, outro com caneta preta, outro até escrevia com água e outro parado com a caneta no ar. O que significa.
O mestre explicou: “ É fácil. O anjo de caneta dourada significa que entre vós estava alguém a rezar muito bem, o de caneta prateada entre vós alguém rezava mais ou menos bem, o de caneta preta significa que alguém só rezava com a boca, o de caneta de água…O discípulo interrompeu o mestre:” Já sei o de caneta de água significava que o irmão António dormia, como costuma…” O mestre concluiu:” O de caneta no ar parado eras tu que em vez de rezar estavas a olhar para os outros.”

E se a mim, qual a caneta que me pertence?

À maneira de Jesus queiramos nós transformar o nosso templo em verdadeira casa do Pai. Onde rezamos e nos encontramos com Ele e com os outros.

3 comentários:

Pinhas disse...

Ultimamente, penso eu, os anjos têm escrito ou com caneta preta ou, parados, de caneta no ar.
Aprendi, na catequese, que a igreja é a casa de DEUS.
Nós somos visitas.
Temos que respeitar a sua casa assim com o seu "dono".

Além de falarmos com ELE, educadamente e com convicção.

Hoje perdeu-se um pouco este respeito. Não sei se por defeito ou por feitio.
Nuno Pinheiro

Meu blog:
blog-do-pinhas.blogspot.com

Mais uma vez o Simples Peregrino é o culpado.

MFN disse...

Por vezes, a minha relação com Deus assemelha-se a um negócio. Quando entro na casa do pai, quase sempre peço, exijo, em troca de umas orações apressadas.

Faz todo o sentido aquelas penitências do meio Pai-Nosso meditado...

Pinhas disse...

Há 15 dias que não "fala" com o seu rebanho, por esta via.

Aconteceu alguma coisa?
Nuno Pinheiro

P.S. Quando escrevi que a culpa era sua, foi a propósito d'O MEU ESPAÇO. Penso que percebeu.